26 janeiro 2007

Deliciem-se com o Metisse!

Agora que o Vista chegou cheio de inovações 3D, aqui no GNU/Linux temos de nos limitar a copiar os outros. A Mandriva agarrou no Metisse e fez umas coisitas giras e que por sinal até acho bem úteis, mais que usando o Beryl ou o Compiz, IMHO. Mas é o que se pode arranjar, nada comparado com o Vista, claro....

Vídeos:
Mais coisas ainda se podem ver na DailyMotion.

22 comentários:

O Vista talvez daqui uns 10 anos faça coisas semalhantes, 10 anos é claro chutando por baixo.

Do ponto de vista técnico o Vista pode fazer isto, não é nada de especial.

Aliás jé em 2003 a Microsoft o tinha demonstrado, e antes de o veres implementado onde quer que fosse, como podes ver aqui:

ftp://ftp.extremetech.com/pub/extremetech/news/winhec/WaveWindows.wmv

No site da Extremetech pode ver mais alguns:

http://www.extremetech.com/article2/0,1697,1154262,00.asp

Uma coisa é a plataforma em si permiti-lo, que é o caso, e outra é eles decidirem fazê-lo, pode ver por que razão decidiram não o fazer, em relação a muitas destas coisas.

http://shellrevealed.com/blogs/shellblog/archive/2006/09/15/Where-are-the-floppy-windows_3F00_.aspx

"Aqui no GNU/Linux temos de nos limitar a copiar os outros."

;-)))

"(...)e antes de o veres implementado onde quer que fosse(...)"

;-))))))

I love quotes!

Já agora e para calar quem diz que o "vista já tinha demonstrado isto" que se lembrem do Project Looking Glass da SUN que já foi mostrado há bastante tempo atrás e que já fazia parte do que foi aqui demonstrado e pasmem-se: Foi em unix, não em windows :P

"Já agora e para calar quem diz que o "vista já tinha demonstrado isto" que se lembrem do Project Looking Glass da SUN que já foi mostrado há bastante tempo atrás e que já fazia parte do que foi aqui demonstrado..."

Tu até podes tentar, mas não é fácil... Meu amigo Looking Glass foi anunciado para aí em Março de 2004, estes videos são de 2003!!!

Mas já agora imagina lá onde foram as pessoas da SUN provavelmente buscar a ideia para o LG?

http://research.microsoft.com/adapt/taskgallery/

Isso mesmo um projecto iniciado em 1999...

Eu só fico pasmado é com a capacidade de muita gente em querer reescrever a história... isso sim deixa-me pasmado, a falta de rigor e informação.

Epah temos pena que a microsoft em 2003 tenha apresentado vídeos que nunca se realizaram ao contrario dos projectos do mundo unix... temos pena...

Está tudo dito.
Um projecto iniciado em 1999.
Conseguiram apenas um mero video em 2005.
RIP desde essa data.

It´s Microshit way!

A vossa argumentação é porreira, "ah e tal fazemos e acontecemos..." depois de provado que afinal a ideia nem parece ser muito original (pelos vistos algumas vâm de onde nunca imaginariam), "ah ser original é roto, ser o primeiro é que é cool".

Joca:
Não sejas tótó, eles sempre tiveram screenshots, caso contrario como é que a SUN copiaria?

Tótós, enfim...

O não saber mas ser humilde é uma coisa, mas não saber e ser arrogante como se os outros fossem estúpidos é outra... voçês só enganam quem quer ser enganado mesmo...

Pela minha parte o 3d desktop bem pode esperar.
Pela minha parte, o que conta é quem foi o primeiro a utilizar efectivamente alguma "coisa". Protótipos que nunca deram nada não faltam por aí. E este projecto foi um destes casos.
Em todo o caso, analisando os argumentos usados pela facção publicitária da Microshit, gostaria de chamar a atenção para o seguinte:

1. O tótózinho não sabe lêr, senão:

"The TaskGallery is a research prototype meant to demonstrate the feasibility of a 3D user interface for managing large numbers of documents and applications. The project had a limited scope and was never meant to produce production code. As implemented, the TaskGallery was a stand-alone application built on top of a modified version of the Windows 2000 operating system. It took advantage of “Redirection” technology that allowed any existing Windows application to “live” inside of a 3D virtual environment. We cannot release the patches to the operating system that are required to run the TaskGallery. Because of this we are also not able to release working versions of the TaskGallery for public-consumption. The TaskGallery is not a future version of the Windows operating system or user-experience. Instead, it is a research infrastructure that we are using to try out a myriad of different designs."

1. Os link's mencionados não "provaram" absolutamente nada. Antes pelo contrário, conforme se pode ler, só indicaram que a equipa da Microshit não conseguiu fazer nada. Nada de novo por aqui;

2. O tótózinho quando aprender a lêr, poderá consultar estes documentos -
http://www1.cs.columbia.edu/graphics/publications/publications.html#Feiner93a
e decerto se aperceberá que a intenção é a mesma, como toda a gente que sabe lêr decerto compreenderá. Chamaria a atenção para o ponto 9. Abrindo o documento poder-se-á lêr:

"Metaphors for exploring n-dimensional virtual worlds!"

Na FAQ da Microshit:
"The Task Gallery project was a research test bed from 1999. From it we learned many valuable lessons about metaphors"

Não era preciso. Alguém já o tinha feito em 1990.
Claro que foi em Windows. Só que levava um X.

Assim remato com o último comentário, que acho assentará como uma luva:

"O não saber mas ser humilde é uma coisa, mas não saber e ser arrogante como se os outros fossem estúpidos é outra... voçês só enganam quem quer ser enganado mesmo..."

PS: vai mesmo com o ç. Só me faltava andar a corrigir erros da primária.

O Joquinha gosta muito de brincar com as palavras, apenas lê o que lhe interessa, e adora descontextualizar, e tenta parecer inteligente quando tenta deixar de ler na diagonal...

Agora, se bem se recorda a conversa começou com alguém a dizer que ah esses videos são anteriores a tudo aquilo que adamos a usar mas mais antigo que isso é o Looking Glass... E eu apresentei o Looking Glass como muito inspirado no TaskGalery.

Deixe-me primeiro dizer-lhe que em relação ao primeiro comentário, você apenas demonstra nem sequer perceber o que é I&D, apenas para sua referência (estou a poupa-lhe mais uma pesquisas e leitura), que a missão desta área nas empresas, não é de gerar directamente novos produtos, trabalham ideias, novos conceitos que em alguns casos acabam incorporados em produtos, por isso o seu comentário é ridiculo.

A discussão não era sobre o UI 3D, vá lá ler novamente, era sim sobre inovação.

Muito obrigado, pelo link, parece que lhe abri novos horizontes, é verdade os investigadores, apresentam as referências nas quais baseiam algum do seu trabalho, mas já agora leia, e veja lá se não era e é um projecto incremental... só mesmo quem não percebe o que é investigação continua a insistir... eu percebo copiar é mais simples.

Em relação ao erro, obrigado pela chamada de atenção, mas se eu andasse a corrigir o que para aqui se escreve mal...

Eu gosto de discutir com quem tem capacidade de argumentação e algumas ideias, não gosto muito de andar a desviar a atenção das pessoas para o que neste caso é acessório...

Mas alguémm pode explicar aqui a este totó se o Windows Vista tem implementado alguma coisa que pareça com o Beryl ou GLX?
É que sinceramente eu não sei, e tenho um colega meu ao qual já mostrei o GLX a funcionar e ele diz que já ouvi dizer que o Vista faz o mesmo. É verdade ou nem por isso?

Gosto que se critique algo, desde que seja construtivamente. Mesmo que a crítica esteja errada, é sempre bom trocar opiniões, aprende-se sempre.
Mas tal como estava a acontecer noutro artigo meu anterior, começa a haver ataques pessoais, insultos mesmo. Isso não posso permitir! Que se troque ideias, mesmo inflamadamente, tudo bem, mas mais que isso sou obrigado a fechar os comentários.
E não me dirigo a alguem em especial, é para a "geral".

Sorry.

Agora, por partes:
1. Desde há mais de 40 anos que leio da esquerda para a direita e de cima para baixo, logo na horizontal;
2. Também, por hábito, quando alguém me aponta algum artigo tento sempre, dentro do possível, a leitura completa e textos complementares que possam estar de alguma forma ligados a esse artigo.
3. Quanto à investigação / copiar ser mais simples, tem o meu incondicional apoio. Não é apenas um caso mas já são centenas, se calhar milhares. Ainda está fresco o episódio "BlueJ" para comprovação deste facto. Copia, admite que copiou e agora segue-se a patente de algo copiado.
4. Ainda no tocante à R&D ou I&D, como queira, o artigo mencionado, datado de 1990, é explícito. Além disso teve a grande virtude de ser publicado.

ArameFarpado disse...
29 janeiro, 2007 23:19
 

Só quero deixar a minha opinião sobre este assunto:
já experimentie o looking glass (não o aconselho especialmente a quem tenha vista fraca) e beryl, e tenho visto muitas demos em video de outros desktops em 3d, é tudo muito bonito e engraçado vermos ficheiros a empurrarem-se uns aos outros e janelas a voar pelo écran e derreterem quando as minimizamos, mas... consegue-se ver algo de util nessas novidades?
Agora, neste metisse (pena não o conseguir pôr a funcionar ainda) estou a ver coisas que me parecessem ser uteis a começar por aquele dobrar das janelas...
Para mim, utilidade vale muito.

Vamos então ver se conseguimos endireitar a conversa.

Primeiro para o,

Francisco Costa:
"...se o Windows Vista tem implementado alguma coisa que pareça com o Beryl ou GLX?"

Claro que sim, embora com arquitecturas diferentes, os conceitos são semelhantes (aliás os resultados naturalmente também, se visses os videos verias o que eu queria dizer), no Linux utilizas OpenGL em Windows utilizas DirectX, no fundo tecnologia diferente a realizar o mesmo, a grande diferença neste momento é o facto da MS ter sido mais concervadora na utilização (menos criativa) da tecnologia, mas as razões estão também de certa forma explicadas num dos links que coloquei num dos comentários, e que o ARAMEFARPADO também acaba por confirmar, muitos destes efeitos duram pouco tempo...

Por isso amigo, não tens nada no Linux hoje, que seja verdadeiramente diferenciador (no plano puramente técnico) a este nível, e essa é uma verdade.

JocaFerro:
Em relação às propaladas milhares de cópias seria concerteza, interessante discutir algumas delas (pelo menos nestes exemplos não se sairam muito bem). O episódio BlueJ, é de facto infeliz se aconteceu como anda por aí escrito, não conhecendo a história do lado da MS, diria que pessoas parvas a tomar decisões estúpidas existem em todo o lado, penso que a MS não deve aqui ter nenhum exclusivo...

Em relação ao artigo, como lhe disse é apontado como referência da equipa do projecto, por isso explora o mesmo tipo de metáforas e avança para uma implementação que não tinha até ali nada comparável e não me desminta porque como pode confirmar foi noticiado e apresentado, e que se saiba ninguém reclamou a implementação como cópia do que quer que fosse.

Onde se lê Concervadora, deve ler-se Conservadora, naturalmente.

Em total concordância com aramefarpado.
Como já disse anteriormente o 3d pode esperar. A minha primazia vai para a funcionalidade, e por este motivo considero que qualquer implementação deste tipo de "efeitos especiais" não passa de um exercício de estilo.
A juntar a tudo isto acresce o "apetite" pelos recursos do sistema.
Talvez no futuro todos os sistemas sejam assim mas por enquanto penso que ainda é cedo para tal.

Já agora em relação ao episódio BlueJ aqui está a correcção acertada:

http://blogs.msdn.com/danielfe/archive/2007/01/28/update-response-to-bluej-patent-issues.aspx

As empresas são feitas por pessoas como eu e tu, não é razoável pensar que exista ali uma escola de malfeitores...