02 julho 2007

Usar Windows na Internet dá em chatices...

Boas
Presenciei neste fim-de-semana mais daquelas situações tristes, resultado de se usar windows na internet:
Não deixa de ser irónico a pessoa em causa já ter usado linux antes disto ter acontecido...

Há cerca de 2 anos atrás instalei mandrake 10.1 no Pc do filho dum amigo meu, tudo esteve bem, o puto adaptou-se bem ao sistema e até chegou a configurar uma impressora nova sozinho...
Mas recentemente (cerca de 6 a 8 meses) a madrinha dele ofereceu-lhe um Pc mais recente (já usado) com XP instalado, então o puto passou a usar XP na internet, sem sequer me perguntar se poderia transferir o Mandrake para o novo Pc (o que era relativamente fácil)... avisei-o dos cuidados que teria que ter e dos riscos que ia correr... ele disse-me para não me preocupar que tinha um bom AV (o AVG)... e a coisa assim ficou.

O contrato de ligação deles é dos baratos (que costumam sair caros), tinha pouca velocidade e extrema limitação em tráfego internacional... o puto sabia disso, tanto que downloads só com o emule com filtro de IPs ligado e nada de downloads internacionais, nada de filmes, etc. A ligações video pelo MSN eram sempre com colegas da escola, portanto tráfego nacional...

A situação esteve bem durante alguns meses, mas há dois meses para cá, os downloads dispararam, eu vi o relatório de consumo dele e tem diáriamente entre 300 a 600Mb internacionais. Ora, o puto garante que não puxou nada mais do que algumas musicas e com o emule... Tinha as actualizações automáticas ligadas, mas apesar de ser tráfego internacional, duvido que atingissem essas cotas, mas podem ter ajudado no prejuízo do tráfego além do outro prejuízo**. Então? Não foram downloads disparatados e não pode ter sido apenas as actualizações... pelas contas que fiz baseado na velocidade dele e nos consumos, alguns deles precisavam de tráfego na velocidade máxima durante 3 a 4 horas, e coíncide mais ou menos com as horas que o Pc costumava estar ligado, então temos algo a comunicar em força sem que o puto saiba o que é.
Para o AVG estava tudo bem, mas é burrice acreditar nisso, até porque não se tem outra explicação a não ser um malware, possivelmente um daqueles que tentam bloquear o funcionamento dum serviço esgotando os recursos dele (e há muitos a fazerem isto).

Bom, o triste resultado disto, é que o meu amigo pagou uma talhada pesada o mês passado, este mês tem uma ainda pior para pagar, mandou desligar a internet ao puto mas já o avisaram que há mais uma talhada para pagar para o próximo mês. Dando no total uma despesa de internet superior a 150 contos em 2 meses e pouco (os ISPs cobram o tráfego adicional a peso de ouro). Agora o puto está todo triste por não ter mais internet e já nem liga nenhuma ao Pc, enquanto o pai está agarrado a uma despesa inesperada e em muito má altura.

Admiro-me como é que ainda há pessoas a julgar que o Pc está limpo de malware só porque está a funcionar bem...
E admiro-me ainda mais pessoas suspirarem de alívio porque um virus não lhes formatou o disco...
Meus amigos, o malware que estraga o Pc é inofensivo, tenham cópias dos vossos ficheiros pessoais importantes fora do Pc que não perdem nada... os sistemas reinstalam-se. Agora malware que não se mostra, não estraga o Pc, deve ser considerado o mais perigoso, porque leva-vos a situações como esta ou ainda piores, e podemos estar a ser vitimas dele durante muito tempo sem nos apercebermos do que se está a passar.
Histórias deste tipo já conheço muitas, e não há malware pior do que aquele que nos estraga a vida ao invés de nos estragar o computador.

Abraços
ArameFarpado


**Manter o sistema windows actualizado invalida o que poderiam ser bons computadores a funcionar por muito tempo, porque apesar de pouco se ganhar em segurança, acaba-se por ter o computador super pesado e é necessário adquirir um novo mais ou menos a cada 2 anos.

22 comentários:

Alexandre Garcia disse...
03 julho, 2007 00:31
 

Se eu fosse esta pessoa NÃO PAGAVA A INTERNET.

Acontece que ele não tem como provar que não fez esses downloads, enquanto a netcabo tem provas que o tráfego foi para o IP dele...
Já vi outras situações parecidas inclusive com telefones, e uma recusa a pagar só agrava as coisas, nao pagas agora, mas pagas daqui a um ano ou dois a quadriplicar.

O que um sistema operativo fraco pode fazer... Porra...

essas historias da carochinha partem-me todo....

Enganos na contagem de tráfego por parte da netcabo são o pão nosso de cada dia, acho que vale sempre a pena reclamar pois eles podem admitir que houve um engano.

Ainda bem que tenho o pacote da netcabo com tráfego ilimitado :)

PS - culpar o windows por causa desta situação tem alguma piada. Blame the player, not the game.

""Enganos na contagem de tráfego por parte da netcabo são o pão nosso de cada dia,""
Pode ter sido, mas nao vejo maneira de provar que o tráfego não existiu.
Além e que eles forneceram uma lista detalhada, não só com os trafegos de cada dia, mas onde refenrenciava as horas a que ocorreu e condiz com a hora que o puto chega da escola e liga o Pc.

""culpar o windows por causa desta situação tem alguma piada. Blame the player, not the game.""
O player em questão usa este contrato de internet à bastante tempo, mesmo no tempo que usava linux, ele tinha que controlar donde tirava coisas, e nunca teve um discuido destes... se fosse ele a fazer porcaria, ele tinha parado logo quando apareceu a 1ª factura, pois o pai avisou-o logo que lhe desligava a net.

Como é que não vou culpar o sistema?
é ele que é defeituoso ao ponto de se deixar infectar, é ele que dá mais valor a ordens vindas de programas do que a ordens vindas do utilizador, é ele que trás embutido uma firewall que é uma anedota, é ele que alicia as pessoas a usar um browser retardado... claro que é culpa do sistema!
Só um mestre em segurança consegue realmente usar windows em segurança na internet, e são raras as pessoas que atingem esse nivel de conhecimentos.
A maioria julga que tem o sistema limpo e seguro mas tudo nao passa duma ilusão... 99,9% dos utilizadores de windows ainda acham que os AVs lhes dão alguma protecção e depois aprendem da pior maneira.

Para sistemas seguros e próprios para a internet, os AVs são uma abominação.

Cabe ao utilizador saber usar o sistema, não o acho assim tão mau como descreves mas também não me vou prolongar sobre esse assunto.

A netcabo manda um mail quando os limites de tráfego chegam a 50%, 70% e etc. Ele não recebeu isso? Também podia visitar a página da netcabo e ver os consumos diários ao longo do mês...

Para ter provas das contas de tráfego dá jeito usar um programa do estilo NetCount.

eu curto muito este blog, leio e abstenho me de comentar, mas estas historias... se por acaso o mandrake tivesse as actualizacoes automaticas ligadas, provavelmente iria ter a mesma conta de net para pagar.
Culpa o SO é facil, mas tal como o linux é preciso saber trabalhar com ele.

na minha opinião, mais importante que um AV, é uma boa firewall, nunca usei AVs e os meus sistemas windows aguentam uns anitos a funcionar bem.
Quem te disse a ti que o anterior utilizador da maquina XP nao era tao cuidadosa como o rapaz? se calhar nao usava AV e fazia o maior numero de barbaridades tipo.... clickar em tudo o que é link... isso mata um sistema, qualquer sistema btw...

A minha área preferida na informática sempre foi SO, e o quote mais comum é: "a maior ameaça a um sistema operativo, é o utilizador"

ou em desenvolvimento de software..
"se conseguirem desenvolver um software á prova de maus utilizadores, entao fizeram a melhor aplicação de sempre".

Parabens pelo blog, á excepção de algum extremismo, é um grande trabalho vosso :) kudos.

Não existe tal coisa como actualizações automaticas nos linux que instalo, e defenitivamente não foram as actualizações que provocaram o trafego excessivo (foram vários Gb).
Exitem repositórios de updates, mas posso regulá-los para servers nacionais e além disso aconselho as pessoas a não fazerem updates à toa, pois alguns obrigam a pequenas reconfigurações... não confundam as actualizações do windows com as do linux, que neste ultimo a grande maioria de updates que saiem são para corrigir bugs de funcionamento em alguns programas como crashes e etc... não há aquela preocupação em manter o sistema actualizado por segurança, a menos que se seja altamente paranóico com o assunto. Por isso e depois de ver algumas situações com updates, passei a dizer às pessoas a quem instalo linux para não fazerem actualizações desnecessárias e sem falarem comigo 1º.

E não, não houve nenhuns avisos de consumo em principio porque essa opção não deve ter sido configurada... de qualquer maneira, no tempo que eu tinha tráfego limitado na netcabo, usei esse serviço e deixava muito a desejar, pois os mails de aviso apareciam varios dias depois (às vezes 2 semanas) depois de ter atingido a cota de aviso, não sei se já melhoraram esse serviço porque não estou a usá-lo.
Por outro lado, o antigo sistema mandrake tinha onde consultar historiais de trafego efectuado, mas o XP não faz isso a menos que se use aplicações extras (como é o costume).

Não pode ter sido o antigo dono a contaminar o Pc, porque este esteve normal pelo menos durante uns 5 meses (não tenho datas exactas). O Pc foi contaminado pelo utilizador actual, disso não há duvida, nunca pus isso em causa, apenas que foi mais um que caiu na asneira de confiar no AV e agora saiu-lhe cara.

Os vossos exemplos de como conseguem manter o sistema funcional não me dizem absolutamente nada, eu acredito, também usei windows muitos anos e aprendi a não me deixar enganar em engodos, e cheguei ao ponto de abdicar do AV activo, mas estes são poucos exemplos se os relacionarmos com a maioria de casos que acontecem... o puto foi estúpido? pois foi, logo quando trocou linux por Xp foi estúpido. Se ele se tivesse mantido a usar um sistema robusto e seguro nada disto tinha acontecido.
Volto a repetir que ele usou este contrato durante muito tempo e sempre controlou bem os downloads e não era linux que o ia impedir de puxar coisas de servers internacionais até porque não configurei nada disso à excepção do filtro de ips do amule. e o puto nunca se esticou com os downloads, e olhem que isso é uma tentação dificil de conter num puto que anda quase no fim do ensino secundário.

Neste caso, aquele Pc era mais um brinquedo que outra coisa, por isso "acho" que não foram enviadas informações confidenciais importantes daquele Pc. Sabe-se lá que informação esteve a ser enviada e para onde...

"o puto foi estúpido? pois foi, logo quando trocou linux por Xp foi estúpido."

ninguem lhe chamou estupido... nem todos dominam o meio informatico, dai haver os SO direccionados para o utilizador comum tipo Vista...
axo que ele querer conhecer outros tipos de SO é muito produtivo para ele no final, escolher o que mais gosta e se adapta á sua utilização.


"aquele Pc era mais um brinquedo que outra coisa,"
nao terão sido jogos? olha que muitas horas seguidas dão uns boms consumos em Gbs, fala quem sabe.......

""dai haver os SO direccionados para o utilizador comum tipo Vista...""
Não estou a perceber este teu ponto de Vista...
já instalei dual-boots com windows/linux para utilizadores que nem um copiar por drag-&-drop sabiam fazer, inclusive para um gajo que nunca tinha tido um computador antes, e todos eles aprenderam mais depressa a lidar com kde do que com windows, isto prova que o desktop kde é mais fácil de usar do que o desktop windows...
ninguém precisa "dominar" o meio informático para usar kde.
E mesmo que posteriormente falte algum programa, é fácil abrir o gestor de pacotes onde estão quase 20000 programas disponiveis para instalar, escolhê-lo e clicar em "instalar", ao passo que no windows é preciso procurar um, obtê-lo legal ou ilegalmente, e depois instalá-lo, o que a dificuldade varia de installer para installer... e não me venhas dizer que em windows todos os programas são fáceis de instalar porque é mentira, lido com alguns no trabalho que para instalar é um pesadelo e só seguindo morosas instruções é que lá chegas, inclusive tenho um sound-editor que comprei no tempo que usava win95 e que precisa de accionar 8 installers por sequência correcta para ficar bem instalado.

Estás a ver aquela secção do "instalar programas" no painel de control do windows, onde estão lá programas que vêm no próprio cd do windows como o frecell por exemplo? se queres um programa daqueles que não está instalado, basta seleccionares na checkbox e mandar instalar... fácil... agora imagina que nessa lista estavam lá milhares de programas prontos a ser instalados pelo mesmo processo, e onde encontras programas para tudo o que te lembrares:
queres simuladores de circuitos electrónicos? ou fazer esquemas e placas de circuito impresso? estão lá...
editores de som? tens muito por onde escolher.
offices completos? também...
programas de desenho vectorial ou técnico? escolhe...
etc, etc, etc...
pois é, é assim que se instala programas em linux, se tiveres o que eu chamo duma boa distro instalada.
raramente é preciso instalar alguma coisa extra que não venha na lista.

Não, defenitivamente o windows não é sistema para utilizadores não dominantes da informática, porque estes acabam sempre por danificá-lo, e nunca consegui evitar que o fizessem...
E quanto ao vista, já o vi a funcionar, não vi lá nada que o fizesse mais fácil de usar, muito pelo contrário... e tenho lido que algumas personalizações obrigam a que se introduza códigos hexadecimais para se conseguirem.

Em minha casa, o meu puto de 3 anos mexe no meu Pc com linux e também no dos irmãos, e nunca danificou nada no sistema destes pc's, ao passo que quando vai aos primos e mete as mãos no pc deles (winXP com user limitado em permissões), tá logo a puta armada:
já foi preciso reinstalar programas depois dele ter mexido, e também a driver da placa gráfica.
ainda hoje estou para saber como é que putos desta idade a experimentarem o que cada botão faz, conseguem estas proesas...
não é brincadeira, há muitos anos que tenho experiências com crianças muito novas a mexer em pc's e tenho visto as coisas inacreditáveis que elas conseguem fazer... ainda só conheço windows e linux, portanto não posso falar de outros sistemas, por exemplo não faço ideia da robustez do MacOs nas mãos duma criança assim, mas para já, linux tem passado nos testes :)


""nao terão sido jogos? olha que muitas horas seguidas ""
Jogar online? não sei, só perguntando ao puto, mas para já não vou tocar no assunto com eles, pois o pai dele estava mesmo mortinho para lhe dar uma coça valente, eu é que lhe disse que o mais provável é o pc estar infectado, inclusive disse-lhe que se um dia voltarem a ligar a internet, o pc precisa ser revisto 1º, se durar até lá...

mas acho que não... já fiz alguns jogos online e o tráfego até nem é grande coisa, o que passa é basicamente pequenos pacotes com informação de sincronismo, não passa imagens nem desenhos, isto para jogos tipo quake-arena que cada jogador tem o seu jogo instalado.

a menos que sejam daqueles jogos macromédia que são jogados no próprio browser, nalguns desses já vi algum tráfego a correr, mesmo assim custa a crer que se puxe 500Mb durante um jogo desses.

Abraços

Eu sou um utilizador do windows(principalmente). o meu primeiro computador vinha com o win95, tanta vez que eu entreguei o computador com o windows que não funcionava na loja e tinha sido eu a provocar a avaria a experimentar. Depois passado algum tempo já resolvia os problemas.Depois com o win98, tudo na mesma conheci a internet.... acabou o descanso, virus spayware, etc.... mas nada que um format C: não resolvesse. Mais tarde o XP entrou em minha casa por meio de um computador novo, menos reset, os mesmos virus, e etc.... desta vez quando enpanderava era mesmo com Format c:. DEpois começei a ter curiosidade e experimentei o linux, varias distribuições mas nunca foi muito longe. a primeira que esperimentei foi a caixa magica 8.1 ou 8.0, talvez não tivesse começado pela melhor. Mas quando começei a dedicar-me mais ou linux foi com os liveCD em especial com o Kurumin, um optimo ponto de inicio no mundo linux.
hoje tenho 3 computadores 2 com dual-boot de windowsXP/Mandriva, WindowsXP/Opensuse, e um terceiro só com o ubuntu, e até a ver tudo sobre rodas.
Gosto do windows devido a toda a gente que conheço, ou 99,9% utilizar, e depois devido as certas aplicações como Autocad, Programação de automatos, Programação de terminais tacteis, etc... só haver aplicações para windows e depois á sempre um hardware manhoso que não quer funcionar como deve ser em linux, o que é sempre incómodo. Gosto do linux por causa da segurança, muitos programas que só há para linux (cada vez há mais portes desses programas para windows)como por exemplo o amarok, KDE, e muitos mais. Gosto bastante do modo de trabalhar do KDE acho muito superior comparado com o windows. Bem depois de o que eu ter aqui escrito toda a gente já sabe, mas isto é um pouco da minha experiência com os computadores.
Voltado ao post, é preciso muito cuidado com o computador e o ponto forte ou fraco da segurança nos computadores é o utilizador. e hoje ensina-se na escola a utilizar o computador, mas falha-se no ensino das boas práticas de segurança. Educar o utilizador para a segurança.
Termino o meus post pedindo desculpa pela divagação, pelo mau português, e finalmente felicitar-vos pelo bom trabalho que tem feito no vosso Bolg.

Nelson, se o português não é a tua língua natal, não se nota, quer dizer, o teu português está tão bom ou melhor que o meu.

E é verdade, existem alguns bons programas feitos para windows que não têm um substituto "à altura" em linux... e eu tenho um caso desses; por vezes faço processamentos e trabalhos em áudio (como passar vinis velhos e cassetes para cd) e ainda não achei um editor de som tão bom como o que usava no Win95, um que quase me serve é o audacity, mas falta-lhe melhores filtros de remoção de ruidos, melhores equalizadores e especialmente uma imagem espectral mais bem conseguida. é por isto que às vezes precisava rebootar para o Win98 para usar esse programa nalgum ficheiro de som mais danificado, agora não preciso mais rebootar: 1º instalei-o num ambiente virtual conseguido com o qemu, mas mesmo assim como não me agradou a 100% a qualidade de som da placa virtual, comprei um switch KVM e voltei a dar uso ao meu P200MMX com Win95 e esse programa instalado.
Mas voltar a ligar um windows meu à internet é que não volto a fazê-lo, nao por medo dos virus, mas é porque já não tenho pachorra para estar a tomar precauções absurdas e desnecessárias, até porque meter um AV actualizado no P200 invalidava o sistema no que toca à performace que preciso que tenha.

Abraços

"e todos eles aprenderam mais depressa a lidar com kde do que com windows, isto prova que o desktop kde é mais fácil"

epa, nao podes afirmar isto e a prova disso ia bater em testes de caso e nao vale a pena...
anyway..
e mais, longe de mim ser defensor da MS, apenas esta-se a chegar a um ponto onde o windows é o bode expiatorio para todos os males informaticos....
acho que isso nao devia acontecer, a comunidade informatica devia tentar ser o mais isenta possivel...

my two cents

Conheço algumas pessoas que em meu país utilizam uma conexão parecida com a qual descreveu. Existe um dado limite para tráfego e o excesso é cobrado à parte, e geralmente custa muito caro.

Qualquer infecção por algum tipo de spyware pode provocar uma catástrofe financeira como você descreveu.

Clientes P2P nem pensar, sem contar que a qualidade da conexão não é das melhores.

Não entendo como as pessoas ainda tratam computadores como algo rotineiro. É dinheiro investido, tempo investido, um computador pode ser muito útil ou não (como no caso do seu amigo após o incidente).

Em meu pcs, com recursos um tanto limitados pela minha conexão nada boa consigo efetuar todas as minhas tarefas rotineiras sem dor de cabeça alguma, não preciso pensar antes de clicar em links, não preciso duvidar da capacidade de meus amigos ao me enviarem anexos no e-mail.

Não sei o que seria de mim sem linux, mesmo sendo um usuário antigo de computadores, sempre existe aquele "dia de fúria" no qual clicamos sem pensar, aí reside o perigo.

[]s

olá, era só para responder ao Aramefarpado que sou português, mas por vezes dou umas facadinhas no português, infelizmente.
Cumprimentos.

tevez:
O windows não é um bode espiatório para todos os males informáticos, as culpas também têm que ser distribuidas por aqueles que se aproveitam das suas fraquezas para espalhar esses males.

O que eu afirmo é que nos dias que correm (e desde há alguns anos para cá), o windows é a pior opção que se escolhe para se usar na internet.

usucapiao:
""sempre existe aquele "dia de fúria" no qual clicamos sem pensar, aí reside o perigo.""
é essa a minha ideia: se estamos a pagar por aceder à internet (e por sinal não é nada barato), porque razão não haveremos de poder usufruir dela sem receios?
Eu costumava imaginar-me a atravessar um campo minado quando ia por determinados sites, hoje já nem penso nisso... e inclusive tenho muito mais conforto do que tinha; era comum no tempo do windows aparecer-me msgbox no meio de certas páginas a dizer-me que tinha um espião no pc, com um botão que me levava a um site onde vendiam um removedor daquele espião... tudo aquilo era engodo para venderem o programa, nao havia nenhum espião no sistema, mas era uma chatice estar a levar com aqueles engodos. Desde que mudei para linux nunca mais vi uma msg dessas, mesmo com a firewall completamente desligada.


Nelson:
por mim podes dar as facadas que quiseres no português, acho que ele já está habituado :)

Eu arranjei uma maneira de correr o meu velho windows 2000 na net sem problemas. Tudo remonta à 3 anos atrás, quando recebi o meu pc usado com windows 2000. Nesse ano, no verão, fiquei sem pc, pois avariou-se; acabei, por fim, por saber que fui eu que causei isso. O pc tinha 2 partições, uma com as definições e outra com os programas e o sistema; eu desactivei a partilha. No ano passado: sem pc outra vez. A resistência pifou. À medida que eu ia conhecendo mais sobre pcs eu ia descobrindo que os problemas não tinham nada a ver com o windows, mas mesmo assim decidi tomar pelo seguro, para evitar que o pc pifasse outra vez este verão. Instalei o antivírus AVS, depois a firewall Zone Alarm. Tive problemas com a firewall e troquei-a por outra desconhecida. Com o medo dessa firewall desconhecida estar a fazer mais problemas do que a evitar, eu instalei a COMODO firewall, da qual li na pc Guia.

Mas ainda tinha noção de que podia estar inseguro, por isso fui ao site http://www.kubuntu.org/
;)
e fiz o download de um tal Feisty Fawn
;)
gravei-o num cd.
Livrei-me do meu Alcatel SpeedTouch e troquei-o por um router.
Pus o cd no computador, arranquei dele, e montei um dual boot; instalei uns programas do meu agrado que já havia usado no windows (firefox, tunderbird... o openoffice.org já vinha instalado...) e pronto!!!

Aqui está como navegar em segurança no windows: montar um dual boot com o linux e só usar o pinguim.

:D

""Livrei-me do meu Alcatel SpeedTouch""

Esses modems funcionam em linux, já meti alguns a funcionar...

uma das maneiras do meter a funcionar está aqui:
http://www.guiaubuntupt.org/wiki/index.php?title=SpeedTouch_330

mas depois descobri que o melhor é não correr todos os passos indicados, é melhor apenas carregar o firmware para que ele funcione e depois usar um programa chamado "tkpppoe" e liga-se manualmente à net à maneira do windows.
Isto porque reparei que o auto-login com estes modems nem sempre funcionava, em parte porque muitas vezes o modem levava muito tempo a estabelecer uma ligação estável, e o script de auto-login não podia estar eternamente à espera que isso acontecesse, então é preferível o utilizador controlar quando o modem está pronto (pelos leds dele) e fazer um login manual.

Cumps

Mas é claro... fazer "rede" pela porta usb é uma porcaria.
Esses modems são mesmo uma grande poia...

Eu sei, eu até usei o script automático; mas simplesmente não é o ideal. Prefiro o meu router, a velocidade da net duplicou e tudo (não quero dizer que seja rápida, pois mais lento que isto não dá).

""Prefiro o meu router, a velocidade da net duplicou e""

Pois, não há nada melhor que uma placa de rede para fazer rede. As soluções por usb são uma cagada, e em muitos dos casos nem sequer ficam mais baratas.