04 maio 2009

Bootchart

Saiu a nova versão do Ubuntu e realmente a maior novidade é a performance geral do sistema. O trabalho feito nos meandros do SO está realmente muito bom e tem por onde melhorar (vamos esperar que o pessoal da Canonical o faça). Tendo em conta este aspecto e a grande novidade do boot ser muito mais rápido, decidi procurar uma maneira de o medir sem ser à pedrada (leia-se: "carregar para iniciar o cronómetro após a selecção do sistema no GRUB até ao momento que ouvimos o som para inserção das credenciais"). Foi a partir daí que me deparei com esta ferramenta incrível: Bootchart.

Bootchart é uma ferramenta que faz algo tão simples como medir o tempo de boot... mas, e aqui é que é diferente do resto, de tal maneira que temos a percepção do que é que é carregado e quanto tempo levou ao seu carregamento. Assim podemos analisar que elementos estão a levar mais tempo que o esperado e analisando-os um a um no nosso sistema, se podem ou não ser removidos do boot poupando tempo de inicialização tornando ainda mais rápido o boot do nosso linux.
O bootchart limita-se a, e como é referido no site:

Bootchart provides a shell script to be run by the kernel in the init phase. The script will run in background and collect process information, CPU statistics and disk usage statistics from the /proc file system. The performance data are stored in memory and are written to disk once the boot process completes.

The boot log file is later processed using a Java application (or the web form) which builds the process tree and renders a performance chart in different formats
Fornecer um shell script executado (em background) pelo kernel na fase de inicialização do sistema, recolhendo informações relativas aos processos activos, CPU e utilização do disco. Os dados são mantidos em memória e posteriormente processados para diferentes formatos de visualização e assim guardados no disco.

No site da ferramenta existem pacotes de instalação para várias distros diferentes (Debian, Ubuntu, Gentoo, Mandriva, etc) o que torna as coisas mais fáceis. Em relação ao Ubuntu (onde testei), pelo menos no 9.04, existe o pacote disponível via apt.

Sempre através do normal:

sudo apt-get install bootchart

Após a referida instalação, resta testar:
no meu caso (Ubuntu 9.04) o resultado da ferramenta "vai parar" à pasta /var/log/bootchart e é aqui que ele guarda a imagem gerada com o gráfico dos componentes e tempo usados no carregamento do sistema. É apresentado também um gráfico com o comportamento do processador e disco rígido.

O meu neste momento encontra-se assim.

No próprio site são dadas informações muito úteis assim como exemplos de utilização/configuração.

E o vosso sistema... quanto tempo demora a iniciar?

5 comentários:

Inclusive, pelo que fiquei sabendo, esta ferramenta foi utilizada pela Canonical para identificar os maiores gargalos no boot do Ubuntu e otimizá-los para assim termos uma versão (9.04) de acesso mais rápido.

O Kernel utilizado permite um boot ainda mais rápido que o presente. muito mais mesmo. no entanto a Canonical preferiu não activar essa capacidade por forma a garantir a estabilidade do sistema uma vez que essa possibilidade, até à data, não estava totalmente estudada/estável.

Olha acho que o meu processador também era esse mas 2-3 meses atrás troquei pelo 5050e e valeu a pena vamso ver a diferença para o teu sistema depois posto aqui.

Parece ser uma ferramenta interessante, tenho que ver isso melhor.
1abraço

Este comentário foi removido pelo autor.