20 maio 2007

Teu Windows crashou?? Não o culpes! É do hardware, idiota...

É isso mesmo o que a Microsoft diz! BSODs e outras coisas do género a que o Windows nos tem habituado, é tudo por culpa do hardware:

HARDWARE MANUFACTURERS ARE THE PROBLEM ACCORDING TO EXPERTS

PCs and notebooks are memory hogs, and manufacturers may need to adopt error-correcting code memory to stem the increase in system crashes, experts said during the Windows Hardware Engineering Conference. A confidential Microsoft white paper analyzing the causes of system crashes found that single-bit error rates in DRAM are a leading cause of system failures, reports editor at large Rick Merritt. OEMs have countered that Windows failures account for more crashes than DRAM soft errors. The issue now is which side will assume the added cost of fixing the problem.

Ah, pois!! Hardware com problemas e depois a culpa é do Windows!! Concluindo:

MICROSOFT SAYS PCs MAY NEED DRAM UPGRADE

Desktop and notebook computers need to adopt error-correcting code (ECC) memory to fend off rising system crashes from single-bit memory errors, according to a confidential white paper written by Microsoft Corp.


Exactamente!! Esses pedreiros (sem ofensa para eles) andam a construir PCs com defeitos e depois o coitado do Windows crasha...

Só não percebo é porque esses mesmos PCs, com esses mesmos defeitos, não fazem crashar outros sistemas operativos como Linux, BSD e outros.... Deve ser uma campanha orquestrada apenas contra a Microsoft.

Inspiração: Rense.com

6 comentários:

Claro que a culpa é do hardware. Só podia ser. Má programação?! Nah, mau hardware.

Anónimo disse...
21 maio, 2007 00:36
 

Haha essa é boa.

Já foi há algum tempo, mas vi no youtube um video que mostra qul o hardware perfeito para o Vista, se bem me lembro era uma trituradora de papeis e CD's

fernando disse...
21 maio, 2007 13:39
 

Pois é, eu que sou um leigo, tratei de construír sózinho um PC. Algum hardware comprado aqui, outro ali, resultado funciona que é uma perfeição .Não tenho see S.O. de que tanto falam últimamente, nem o quero. Tenho outro da mesma casa, que lá se vai aguentando, porque não dou tréguas à segurança
Com o linux, que quase já uso em exclusivo, nunca houve qualquer problema, quer com hardware, quer com outra coisa qualquer.
cumprimentos

Vá lá, sejam coerentes... se o hardware for mau, não há software que aguente, né?

Nem o próprio linux consegue recuperar quando o hardware se passa. Há muitos anos atrás tinha um laptop HP omnibook 6000 que se passava completamente quando aquecia - cpu ou memória, nunca soube. O windows nem instalava, pois a instalação puxava demasiado pelo CPU, aquecia, e crashava. O linux funcionava na boa, desde que não puxasse pelo CPU (nada de processos CPU intensive, mas para uso geral funcionava bem).

Hoje em dia noto o mesmo com a migração de PowerPC para Intel nos Macs. Os três PowerPC são 100% estáveis - nunca tive um crash. O MacBook Pro já me tem crashado várias vezes por razões claramente relacionadas com hardware - e.g. ao usar bluetooth, ao acordar de sleep, ao usar demasiado o CPU, etc.

A plataforma Intel está-se a tornar um monstro demasiado grande. Com os milhoes de transistors que aquilo tem, o que acontecerá quando um dos transistors decidir retornar 0.5? O que pode um sistema operativo fazer para se safar? nada!

Voltando ao ponto principal, é normal que o Windows seja mais afectado que o Linux quando há hardware defeituoso, pois puxa muito mais pelo hardware. E sim, os gajos têm razão, era bom que os PC's tivessem sempre memoria ECC. Mas isto não invalida que o windows não seja um "resource hog".

Atualmente proprietários de VGAs Nvidia tem enfrentado problemas em sistemas Vista, não é pra menos, afinal são tantas proteções e restrições, que criar um simples driver se tornou uma tarfea árdua e dispendiosa.

Mas a MS está no caminho certo, continuem assim, removam as liberdades dos seus clientes, culpem os fabricantes de hardware, continuem.

Uma hora eles se cansam (tanto usuários quanto fabricantes) e começam a enxergar o lado livre.

Alguns inclusive já começaram como a Dell.